A vida é uma cereja. A morte um caroço. O amor uma cerejeira.

27 de junho de 2007

Expressão Idiomática XIV (a outra era a XIII)



TINTA PERMANENTE disse...
na (mouche)... coitada da mosca!
Abraço.
Yessss!!!!
Acertar na mouche - acertar exactamente, precisamente no sítio.
E esta, hein?!?

Expressão (já não sei quantas)


mara disse...
Olá... já cá não vinha há algum tempo... será que é "minhocas na cabeça" ? É como eu ando agora... saudades
Acertaste mara mas ... que é lá isso das minhocas na TUA cabeça ?!?
Ter "minhocas na cabeça" é criar ou reflectir sobre problemas inexistentes. Atenta bem nesta ultima palavra: INEXISTENTES. Logo... muda de pensamentos!
Parece-me que ao colocar esta expressão eu... (ver imagem e verbalizar nos comentários)

26 de junho de 2007

Expressão idiomática XII



Entrar pelo cano que é como quem diz, dar-se mal, efectuar algo que não correndo pelo melhor nos deixa numa situação difícil...



Quem acertou foi o


TINTA PERMANENTE que disse...
...então, talvez, 'ir pelo cano'...



Quando eu era miuda e ia a feiras havia uma frase tipica dos feirantes dos carrinhos de choque que era "Mais uma corrida, mais uma viagem", frase que diziam alto, gritando mesmo, entre cada ronda, paga a fichinhas. Nesse mesmo tom ouçam-me dizer:

Mais uma foto, mais uma expressão...

22 de junho de 2007

Expressões idiomáticas XI

Expressão idiomática IX:

Elora disse...
Uma mão lava a outra.


Foi preciso vir a Elora "do outro lado da cidade" para responder e, acertar!

A expressão é mesmo essa!





Expressão idiomática X:

TINTA PERMANENTE disse...
Ulisses (parece...) sorri, convicto:

'isto não passa de uma tempestadezita num copo d'água!...', afiança!
Abraço!

E acertou

A Elora também deu esta ideia:

Elora disse...
Chover no molhado?


...que observando a foto também é possível, mas a intenção era mesmo:

"Fazer uma tempestade num copo de água"


Continuemos para bingo:

21 de junho de 2007

Expressão idiomática X


Ohhhhh.....que pena.....

ninguém identifica a última expressão idiomática...

Será que é dificil?

Será que não interessa a ninguém este jogo?

Vou fazer mais uma tentativa,

desta vez com uma expressão bem simples e fácil de identificar.

Pode ser que assim alguém se chegue à frente...

15 de junho de 2007

Expressões idiomáticas IX


Rapidissima a mara said...
esta é muito fácil... eheh! bater as botas... cruzes, canhoto...LOL
...e porquê "cruzes,canhoto"?!?!?

Porque "bater as botas" significa morrer! Usando outra expressão para explicar: ir desta para melhor!


Cá está mais uma:

Expressões idiomáticas VIII



mara said...
Será que a expressão é "encher chouriços"?


E é mesmo Mara! Obrigada pela resposta :)


Encher chouriços, ir fazendo conversa onde não há tema para ela, coisas para fazer render o tempo ou, como dizia a minha avó, "engonhar" Lol!


Cá está mais uma foto, mais uma expressão. Digam-ma!

13 de junho de 2007

Expressões idiomáticas VII



Os Setisfeitos said...
A expressão aqui representada é "Estar com a corda no pescoço" que quer dizer: Estar ameaçado, sob pressão ou com problemas financeiros.
Ora, nem mais! :)
E segue...

8 de junho de 2007

Expressões idiomáticas VI

Estava a ver que desta ninguém me respondia...ainda bem que a Mena passou por aqui e...

mena m. said...
Chorar sobre leite derramado


que é como quem diz, lamentar-se por alguma coisa irreversível ou por algo que já passou.


Fico à espera que alguém se manifeste...

5 de junho de 2007

Dejá vu

Encontrado no blogue «Reflectindo»

Sinfonia Inacabada de Franz Schubert


Um administrador, adepto de primeira hora da doutrina neoliberal, ganhou um convite para assistir a um concerto da Sinfonia Inacabada de Franz Schubert. Como estivesse impossibilitado de comparecer, deu o convite ao seu gerente de Organização, Sistemas e Métodos.

Na manhã seguinte, o administrador perguntou-lhe se tinha gostado do concerto. Ao invés de comentários sobre o que ouvira e vira recebeu o seguinte relatório:

Circular Interna nº 13/03

De: Gerência de Organização, Sistemas e Métodos
Para: Directoria

Ref: Sinfonia Inacabada

1-Por um período considerável de tempo, os músicos com oboé não tinham nada para fazer. O seu número deveria ser reduzido e o seu trabalho redistribuído pelos restantes membros da orquestra, evitando-se assim estes picos de inactividade;

2-Todos os violinos da primeira secção, doze ao todo, tocavam notas idênticas. Isso parece ser uma duplicação desnecessária de esforços e o número de violinos nessa secção deveria ser drasticamente reduzido.
Se fosse necessário um volume de som alto, isso poderia ser obtido através do uso de um amplificador;

3- Muito esforço foi despendido ao tocarem semitons. Isto parece ser um preciosismo desnecessário e seria recomendável que as notas fossem executadas no tom mais próximo. Se isso fosse feito, poder-se-iam utilizar estagiários em vez de profissionais;

4-Não há utilidade prática em repetir com os metais a mesma passagem já tocada pelas cordas. Se toda esta redundância fosse eliminada, o concerto poderia ser reduzido de duas horas para apenas vinte minutos;

5-Enfim, resumindo as observações dos pontos anteriores, podemos concluir que, se Schubert tivesse dado um pouco de atenção a estes pontos, talvez tivesse tido tempo para acabar a sua Sinfonia Inacabada.

e agora digo eu:
Porque é que me parece estar a viver este filme?????????

4 de junho de 2007

Expressões idiomáticas V


Tesuras disse...
"Tem a faca e o queijo na mão"


Esta expressão popular quer dizer que alguém está com poder ou condições para resolver algo.

É o teu caso Tesuras? ;)


and now...
completely new!
Find it!

3 de junho de 2007

Expressões idiomáticas IV



.
Elora disse...
Pôr as barbas de molho.
que é como quem diz, precaver-se, antecipar algo que se prevê vir a acontecer e tomar as precauções devidas.
Boa Elora!
.
E agora o que temos aqui?
Que expressão popular apresenta esta foto?

2 de junho de 2007

Expressões idiomáticas III

Na postagem de ontem o

anónimo disse...

ter uma pedra no sapato :P

e acertou!

Ter uma pedra no sapato é uma expressão que significa ter um entrave qualquer na nossa vida ou encontrar algo que nos impede de andar para a frente, fazer o que queremos ou temos de fazer.

Também pode querer significar que temos uma situação "atravessada" com alguém. Que, numa conversa, alguma coisa ficou por dizer e precisa de ser esclarecida

Uma pedra no sapato é uma coisa que nos incomoda...

E hoje? Qual é a expressão aqui representada?

1 de junho de 2007

Expressões idiomáticas II


moika disse...
Engolir sapos!
Boa, e rápida! ;)
E esta é...