A vida é uma cereja. A morte um caroço. O amor uma cerejeira.

3 de outubro de 2006

Recordando Budapeste

Um dos primeiros sitios que visitámos em Budapeste foi o Bairro do Castelo, uma zona privilegiada de turismo e habitação em Buda que contagia tanto o visitante como as gentes locais.








Viver no Bairro do Castelo é um privilégio para um hungaro. Ou para qualquer pessoa que aí possa viver. A vista sobre a cidade é deslumbrante.

O que é engraçado de constatar é que o Bairro do Castelo inclui imensos monumentos, a Igreja de São Mateus, o Museu de História de Budapeste, a Galeria Nacional, o Palácio Real, várias lojas de antiguidades, o Hotel Hilton, mas não inclui qualquer castelo...
As pessoas vão a Buda para vislumbrar Peste, como se fosse impossível conhecer Peste do lado certo do rio...